FANDOM


Duas raparigas especiais
1
Número de episódio 1
Temporada 1
Número total 1
Título em Teremedó 2’a noyas especials
Data de estreia 30 de novembro do 2014
Lista de episódios
anterior
seguinte
Visita num hotel
Coisas de Irmãs

Duas raparigas especiais é o episódio 1 da temporada 1 da série Coisas de Irmãs e o episódio 1 em total. Estreou-se em 30 de novembro do 2014.

Argumento Editar

O episódio começa num curso académico do ano 2014, na escola Traball de Bàrcinon. A Kimberly sai de classe e está a baixar com as suas amigas pelo elevador, até que se reúne com a Karla uns pisos mais abaixo. Quando chegam ao piso da rua, algumas amigas dirigem-se ao metro, e outras vão para fora da escola. As irmãs Duver§a estão na entrada da escola. Então umas amigas da Kimberly dizem que o edifício Pulá oferece entradas para uma inauguração duma nave estelar, e fá-la-ão o dia 21 de novembro. A Karla faz questão de ir, e deverão apanhar os STK, uns comboios de Bàrcinon que nunca apanharam (elas sempre vão de metro ou de auto-ónibus).

As duas raparigas apanham os STK, e chegam até a estação do edifício Pulá. Quando entram no edifício, perguntam onde têm de ir para obterem entradas para a inauguração da nave estelar. Um homem indica-lhes uma fila de gente e devem esperar a que chegue o seu turno para obter entradas. As raparigas decidem esperar na fila, pois têm todo o dia. Enquanto estão a esperar, um homem olha às raparigas e surpreende-se pela sua cor de pele, e pergunta-lhes: “Se calhar sois humanas?”. Mas a Karla diz que são teremedosianas como todos, e usa a sua telecinésia. A Kimberly diz-lhe que pare. Então um homem com uniforme olha às raparigas e comprova uns dados do seu mini-computador, e então decide achegar-se às raparigas.

O homem pergunta às raparigas: “Será que sois as irmãs Duver§a?” e a Kimberly responde que sim, que ela é a Kimberly e apresenta-lhe a sua irmã Karla. O homem diz que o seu superior, o almirante 19 reservou-lhes duas entradas especiais para elas para verem a inauguração da FEF 09. A Karla pergunta: “O que é a FEF 09? Nós queremos entradas para a inauguração da nave estelar”. O homem diz-lhes: “A FEF 09 é a nave estelar. Na fila vós estareis mais de duas horas porque os oficiais olham bem cada pessoa, e normalmente só é para dizerem que não. Vinde connosco”. A Kimberly não sabe o que fazer, mas a Karla diz que será divertido. E as duas decidem ir com ele.

O homem introduz um código e põe a sua mão como protecção, e entram no recinto privado de Pulá. Ali, o homem diz que as raparigas foram convidadas especialmente pelo almirante 19, e que a inauguração será às 3 da manhã e terminar-se-á às 4. A Karla diz que é em plena noite, e o homem diz que o fizeram para evitarem que a gente queira vir, mas ainda assim, a fila é bem grande. A Kimberly diz que ao dia seguinte têm classe, e o homem pergunta se estudam na escola Traball e a que curso vão. A Kimberly diz: “Sim, vamos a Traball, eu vou a sétimo de primária e a Karla vai a PƐ.” e o homem diz: “Se quiseres, posso chamar ao teu professor para dizer-lhe que o dia seguinte à inauguração não poderás ir a classe, e terás festa que tens de aproveitá-la para dormir e descansar. A tua irmã, igual”.

A Kimberly e a Karla estão de acordo, e saem de Pulá. A Kimberly diz que a Karla sempre consegue tudo o que se propõe, e a Karla diz que gostaria de saber quem é esse almirante 19. As duas raparigas voltam para casa num caminho diferente que nunca fizeram: apanham os STK uma estação até Tot e depois a linha 4 de metro até “La Paz”, que é onde vivem. Elas sempre apanharam a linha 2 para irem da escola à sua casa. Quando entram em casa, os seus pais perguntam onde estiveram. Elas dizem que têm entradas para irem à inauguração da nova nave estelar FEF 09 que se realizará em Pulá. Os seus pais estão de acordo, mas perguntam como conseguiram ter as entradas. A Kimberly diz que o almirante da Terra lhes tinha reservado umas entradas, mas não sabem o motivo.

O dia 21 de novembro, chegam as 3 da manhã. A Kimberly e a Karla chegam a Pulá, e não sabem como vai ser a visita. As duas dão as entradas a um oficial, e ele abre-lhes o passo. As duas irmãs vão com os outros invitados seleccionados, para começarem a visita. Então a Kimberly e a Karla encontram a nave, e ficam paradas enquanto estão a observá-la. Um oficial sai numa janela da nave num piso mais alto da nave, e diz: “Olhai a nave FEF 09: a nossa última nave com a tecnologia mais avançada da FEF. E vós estais convidados com as vossas entradas para entrardes, verdes, conhecerdes e visitardes esta nave estelar. Tendes de ir à entrada e logo ides até a primeira sala que encontrareis, onde me reunirei convosco”. As duas raparigas e os outros convidados entram na nave.

Os invitados sobem numas cadeiras que se moverão para fazerem a visita pela nave, e as duas raparigas vão juntas. A visita começa, e primeiro passam pela sala de engenharia, e logo passam pelas holocobertas da nave e o homem que os está a guiar diz que as holocobertas recreiam qualquer ambiente com personagens onde tudo é um holograma, e logo acrescentarão holocobertas em Bàrcinon para o uso dos cidadãos. Logo ensinam a sala das lançadeiras, que é a sala mais grande que há, e logo vão à sala de recreio onde os tripulantes comerão e passarão os seus tempos livres. Depois de ensinar-lhes várias outras salas, chegam à ponte, a sala de comando da nave e onde os oficiais adoptam estar normalmente, porque é o sítio onde se controla a nave. Enquanto isso, o pai das raparigas está acordo e preocupado, e a mãe diz-lhe para ir dormir.

O homem que os está a guiar diz aos invitados que podem sentar-se brevemente no cadeirão de comando, e a Karla oferece-se em sentar-se a primeira. A Kimberly vai depois. Quando acaba a visita, as raparigas estão muito emocionadas pelo que viram, e vêem um rapaz quase da idade da Kimberly que está a vir. As raparigas não sabem o que quer nem quem é, mas levam-se uma surpresa quando o rapaz diz que é o almirante da Terra, 19. Apresenta-se às raparigas, e logo vem a İhi. O 19 fala com as raparigas depois de apresentar a İhi, e diz que lhes deu entradas porque queria conhecê-las, já que são especiais em Teremedó pela sua cor de pele. Logo o 19 dá às raparigas dois comunicadores da Frota Estelar da Federação, ensina-lhes como funciona e diz que deste jeito se poderão comunicar quando quiserem. E o 19 e a a İhi vão-se embora.

As duas raparigas voltam para casa, e explicam todo aos seus pais, incluído o que lhes contou o almirante 19. Os pais dizem que não sabem nada sobre essa situação e tem sido uma coisa bastante rara, mas diz-lhes que não mexam nisso, têm de esquecer esse detalhe já que ninguém lhes dirá nada sobre isso em Teremedó. As raparigas vão para a sua habitação e deitam-se nas suas camas para dormirem, já que tem sido um dia muito longo. E ao dia seguinte, como combinaram os oficiais da FEF, as duas não terão classe, e poderão dormir toda a manhã. E o episódio termina.