FANDOM


Sois vós?
8
Número de episódio 8
Temporada 1
Número total 8
Título em Teremedó ¿Sou vzsalṭras?
Data de estreia 0 de março do 2015
Lista de episódios
anterior
Fazei o que quiserdes
seguinte
Mais uma vez numa nave estelar
Coisas de Irmãs

Sois vós? é o episódio 8 da temporada 1 da série Coisas de Irmãs e o episódio 8 em total. Estreou-se em 0 de março do 2015.

Argumento Editar

O episódio começa no hotel Kasa Tot, onde o Jordy está a falar com uns clientes numa das habitações sobre a televisão, que não funciona. O Jordy diz que este problema acontece muitas vezes, e encarregar-se-á de arranjar a televisão. Um dos clientes diz que têm estado muitas vezes neste hotel e nunca tinham tido este problema, isto é, não “acontece muitas vezes”. O Jordy não sabe o que dizer, e diz que nos últimos dias sim aconteceu muitas vezes. O Jordy diz que deve voltar ao seu escritório, e vai-se embora. No elevador, o Jordy diz baixinho: “Não sê se poderei resolver o teu problema, em verdade nunca trabalhei num hotel”. Quando chega à entrada do hotel, o Jordy encontra-se com a Kimberly e a Karla que dizem: “Sabemos que tu não és o nosso Jordy”.

O Jordy pergunta às raparigas o que se passa e por que é que elas disseram isso, e a Kimberly diz: “Vens doutro universo, e tens de voltar para esse universo e fazer com que o nosso Jordy regresse”. O Jordy diz: “Não podeis ordenar-me nada, não sabeis quem são. Tendes de esquecer tudo…” e tira um objecto com uma espiral para fazer com que as raparigas esqueçam alguma coisa. Mas a Karla apanha um objecto transportador e diz: “Se quiseres parar-nos, tenta-o, mas sabemos como temos de actuar convosco!” e faz com que as duas raparigas se teletransportem na sua casa. A Karla diz à Kimberly: “Estás bem?” e a Kimberly responde: “Não poderão connosco, temos de activar o portal e fazê-lo nós mesmas”. A Karla aceita, e as duas vão à sua habitação.

A Kimberly tira do armário o seu criador de portais, e activa-o. E um portal aparece na porta da casa. Os pais dizem às suas filhas: “Para onde ides?” e a Kimberly diz que voltarão quando tiverem tempo, e que não se preocupem. As duas raparigas baixam até a porta da sua casa e a Kimberly pergunta à Karla: “Estás preparada para fazeres uma viagem num sítio desconhecido?” e a Karla diz: “É claro!” e as duas raparigas cruzam o portal. Agora estão numa nave estelar no espaço, que está a viajar para algum sítio que desconhecem. Um homem passa perto delas e observa-as, e logo grita: “Terranos! Alerta vermelho!” e soam ruídos na nave, e vêm duas pessoas que apanham às raparigas. Quando a Kimberly vê as suas caras, vê que são os seus pais, e diz: “Sois vós?”…

O casal de guardas não percebe nada, e a Karla diz: “Papá? Mamã?” mas o homem fala com alguém e diz: “Temos aos terranos, são duas fêmeas novas”. E recebe como resposta “Trazei-mas para cá”. O casal com aspecto dos seus pais levam às raparigas até o que parece a habitação de mando, e resulta que a nave a dirige o Jordy, que diz: “Não são terranas”. Logo diz às raparigas: “Obrigado por terdes vindo. Estava a esperar-vos. Vinde comigo”. O Jordy vai com as duas raparigas até outra habitação, e explica: “Estou numa operação secreta, simulei que me sequestravam para saber mais sobre o dobro do almirante 19, Yusma, que aqui é malvado. Preciso de vós para dizerdes ser terranas prisioneiras”.

A Kimberly pergunta: “Terranas?” e o Jordy responde: “Neste universo, os humanos são chamados terranos e estão sob o comando dum império selvagem e sádico”. A Karla diz que logo que acontecerá, e o Jordy diz: “Tendes de simular que vos escapais, e sereis teletransportadas à Terra. Ali há um portal e levar-vos-á de volta para a vossa casa. Se encontrardes algum guarda, fazei este gesto”. E o Jordy faz um gesto de saúdo. A Kimberly e a Karla dizem que aceitam, e ser-lhes-á divertido. Mas antes perguntam o que se passa com o seu dobro que está em Teremedó, e o Jordy diz que ele ficará ali e diz: “Pensará que me capturaram. Mas quando não estiver a perceber, farei um intercâmbio e mudar-nos-emos o lugar. Está todo planeado”.

A nave chega à Terra desse universo e encontra-se com outra nave, onde o Yusma aparece no ecrã e diz: “Jordy, novidades?” e o Jordy diz: “Tenho duas prisioneiras terranas muito poderosas”. O Yusma diz: “Dá-me as suas fotos!” e o Jordy diz que não teve tempo de fazer fotos, mas lhe envia o vídeo da cela onde elas estão detentas. O Yusma vê a cela e não há ninguém, e o Jordy diz: “Escaparam, informarão ao Império Terrano! Alerta negro!” e o Yusma diz: “Deixa-o! Já vejo que me tenho de encarregar de tudo eu…” e fecha a transmissão. Na Terra, a Karla diz à Kimberly: “Por fim estamos na Terra!” e a Kimberly responde: “Esta não é a verdadeira Terra”. Passa um guarda, e a Kimberly e a Karla fazem o saúdo.

As duas raparigas entram na habitação onde está o portal. Ali as duas raparigas vêem uma fita com uma gravação, e uma mensagem que diz que têm de ver esta gravação quando chegarem à sua casa, e é importante. As raparigas apanham a fita, e vêm uns guardas que lhes perguntam o que estão a fazer. As raparigas cruzam o portal sem pensarem, e o portal fecha-se. Depois o Jordy, desde a sua nave, vê que o sítio da Terra onde estava o portal explode, e morreram os guardas que havia. O Jordy diz: “Envia uma mensagem ao Yusma: as prisioneiras morreram”. E depois o Jordy diz baixinho: “Espero que elas estejam bem na sua casa, fora de perigo”. E depois um homem diz ao Jordy: “O Yusma diz que está bem mas ele não precisa de nós, e que não lhe incomodemos de novo”.

Em casa das raparigas, os pais estão a olhar a televisão quando as suas filhas aparecem, e dizem-lhes “Sois vós?”. Os seus pais respondem: “Estais bem?” e elas dizem que tudo vai bem, só era uma piada. As duas raparigas entram na habitação da Kimberly, e a Kimberly diz: “Parece que os nossos pais são os verdadeiros, já estamos no nosso universo. Vamos ver a gravação”. As raparigas começam a ver a gravação desde o computador, e na gravação está o almirante 19 quem explica que o Yusma é o seu dobro malvado num universo paralelo chamado Espelho, onde tudo está duplicado mas com as personalidades inversas, e nesse universo Teremedó foi destruído e só ficam uns poucos teremedosianos que sobreviveram.

Logo na gravação aparece o Jordy dizendo que devem actuar com o Jordy que está no hotel agora coma se fosse o verdadeiro. A Karla diz: “Demasiado tarde”. E o Jordy continua dizendo que ninguém deve saber que elas sabem tantas coisas da FEF ou as apanharão, já que no Universo Espelho as suas leis se baseiam na maldade e na traição. A gravação acaba, e então a Kimberly diz que enviarão hologramas delas dois ao dobro do Jordy para que o Jordy lhes apague a memória, mas em realidade não acontecerá nada porque elas estarão na sua casa. A Karla pergunta se o dobro do Jordy poderia suspeitar, e a Kimberly diz que esperarão que não. A Kimberly prepara os dois hologramas e envia-os ao hotel Kasa Tot.

No hotel Kasa Tot, os hologramas da Kimberly e a Karla aparecem, e parecem que estão a mexer as coisas do Jordy. O dobro do Jordy vem, e elas dizem: “Não sabia que estavas aqui. Já nos vamos”. O dobro do Jordy apanha o objecto com a espiral e apaga a memória aos hologramas, e os hologramas vão-se embora. As raparigas riem, e a Karla diz que ganharam. A Kimberly diz que ainda há uma coisa mais que fez, o objecto com a espiral do dobro do Jordy tem um dobro também que o tem ela, e mostra-o. A Karla pergunta que se o que tem o dobro do Jordy é um holograma, e a Kimberly diz que não, simplesmente criou um duplicado na casa de fazer cópias que há em Gerûmdanon onde foi com o teletransportador antes. As duas riem, e termina o episódio.